terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Arroz de festa

Poderia comparar o Neruda ao Dali.
Ambos tiveram várias casas e deixaram um monte de museus para a eternidade.
Sorte da família!

Este é o belo Museo Sebastiana.
Lá a gente escuta o Neruda dizer que, como o Pacífico é demasiado grande para caber em qualquer lugar, o colocaram em frente a sua janela.
Claro que ele falou muito mais poético...
Mas deu pra entender, né?

Um comentário:

Mário Saleiro Filho disse...

E as inspirações descritas ao contemplar o visual dessa janela...