quinta-feira, 19 de junho de 2014

Jardins residenciais - uma aula de arquitetura e cidade

Gosto de comparar as áreas residenciais da ilha de Java, em Amsterdam, com outras duas outras situações europeias: Barcelona (quadras novas da área do Fórum) e Paris (quadras abertas do Portzamparc). Todas são propostas de edifícios organizados em quadras abertas, de semelhante gabarito e edifícios "double face". Essas áreas mais resguardadas da rua são ambientes seguros para crianças e livres dos ruídos de carros e transporte público, além de serem verdadeiros refúgios verdes.





Acho que todo arquiteto deveria saber projetar nessa escala de forma competente: arquitetura e cidade na escala de vizinhança, visando a melhor qualidade da arquitetura residencial, que é o programa mais importante da cidade.

Nenhum comentário: