sábado, 27 de setembro de 2014

Kós e muita ruína

A ilha de Kós, nossa porta de entrada, foi uma das mais interessantes. Muitos sítios arquiológicos para conhecer.

Lá pudemos visitar ruínas da antiguidade clássica como Asklepieion, um antigo centro sagrado de cura greco-romano, que tem como base os ensinamentos de Hipócrates.

Apesar de estar tudo no chão, é possível visualizar perfeitamente a espacialidade proposta pelos gregos para o local.








A Fortaleza de Neratzia, do século XIV, mostra como os templos e monumentos gregos foram canibalizados pelos conquistadores ao longo da história.



A muralha é quase um jogo de tetris com o patrimônio que povoava a ilha.




Nenhum comentário: