segunda-feira, 27 de julho de 2015

Comidas e bebidas chinesas

Como recomendado, evitei comer comida de rua, mesmo com meu estômago de avestruz. No entanto, não abri mão de experimentar tudo o que a culinária local tinha de melhor.

 
Comecei pelos dumplings, enrolados fritos que podem ser de carne, frango, porco ou vegetais. Tem em qualquer lugar, mas optei pelos mais "locais". Super barato!
Alguns hutons também tem bons restaurantes, em casas pátio originais. Escolhi o Dali Courtyard, que não tem menu e o dono serve o que quer. O lugar já ganhou vários prêmios e a comida é deliciosa.
O pato de Pequim também é prato fundamental para conhecer a culinária local. Acabei em um local super turístico, onde o pato era sensacional e a turistada estava calminha.



Quem não gosta de pimenta tem que tomar mais cuidado, porque picante é regra.



Todos os dias só tomei cervejas locais. São bem leves para darem conta do calor infernal.

Café? Caríssimo já que estamos na terra do chá. Cheguei a tomar um expresso por 12 reais!




Há também vários restaurantes coreanos de boa comida. Hotpots para viajantes famintos!

Esse é o steamed bun: pãozinho que mais parece um marshmallow. Meio sem sal, mas fofo. Bom para acompanhar as refeições.

E esse picolé com fruta incrustada? É a delicadeza da decoração chinesa que se revela no doce artesanal.

No mais, água o tempo todo. Eita terra QUENTE!

Nenhum comentário: