domingo, 10 de abril de 2016

Comes e bebes sul africanos

A seguir algumas delícias da culinária local.

A uva mais popular do país é a Pinotage, uma fusão entre a Pinot Noir e a Hermitage. A mistura funcionou perfeito no solo/clima do país e é algo que só tem lá. Tomamos vários Pinotages o tempo inteiro. É um vinho mais leve e frutado. Não fiquei muito fã, mas sou a favor de dançar conforme a música.

A melhor experiência gastronômica da viagem foi o restaurante Africa Café.

Ambiente delícia, com bela decoração.
O cardápio é esse: esquema degustação de 14 pratos com preço fixo. Ótimo custo-benefício.
E os pratos são lindos assim. Não me peçam para nomear cada prato porque isso já não caberia mais no meu HD. Mas a degustação passa por uma variedade de pratos, como frango, avestruz, vegetais, frutas, arroz, sementes, pão... Com pimenta, sem pimenta... E com preparações que cobrem vários países africanos.


Outra experiência que não poderia faltar é a famosa incursão nos vinhos sul africanos. A região de Stellenbosch é a mais próxima à Cape Town, e oferece muitas opções de vinícolas. Fomos a 3.

A primeira degustação foi na vinícola Anura, onde degustamos vinhos juntamente com queijos.


A segunda degustação foi na vinícola Leopard's Leap. Não houve harmonização horizontal, somente vertical. O ambiente é super bacana, mas os vinhos nada demais.

O ponto alto foi a vinícola Bilton, cuja harmonização proposta é de vinhos com chocolates. Maravilhoso! Foi uma experiência nova degustar chocolates feitos para comer com vinhos. Isso quer dizer sabores menos doces e mais apimentados.
Mudando totalmente de ambiente, da região vinícola para as townships (favelas), no nosso "favela tour" tivemos a oportunidade de experimentar a cerveja artesanal denominada umqombothi (idioma Xhosa), em um ritual dentro de uma das casas locais. Achei bem bacana tanto o ritual quanto a própria bebida.
Nos restaurantes, durante toda a viagem nunca faltou na mesa uma garrafa de vinho. Alguns bons, outros nem tanto (insistimos no Pinotage), mas sempre vale a pena pelo preço e qualidade geral da refeição.
Os frutos do mar estão em todo o lugar. Senhoras e senhores... lagostins!
O peixe branco local (kingklip) também bateu um bolão.
Lulas pra todo lado, a preços fantásticos.
Enfim, muita culinária boa a preços justos.

Já comeu crocodilo? Que tal uma entradinha?
E antílope?
Bon appetit!

Nenhum comentário: